Batendo na Panela 07 – Meninas da Podosfera

Reproduzir

Olá ouvintes do Batendo na Panela, tudo bem? Com o dia do podcast acontecendo, teremos double damage do batendo na panela trazendo um dos episódios mais especias do programas, sobre as meninas da podosfera.

Contando com a participação da Thata Finotto do Pqpcast e a Sally Mustang do AlgumaCoisaCast e TPMCast, vamos falar das trajetórias das meninas na podosfera, como começaram a ouvir e o que a podcast significa pra elas.


Links comentados no episódio

Mamilos Podcast

TPMCast

Pqpcast

Gerando Novas Histórias – GNH


Contatos

Criticas, sugestões e erros envie para: batendonapanela@gmail.com

Feed do Batendo na Panela e Fora da Caixa: http://podcastforadacaixa.confianti.com.br/feed/podcast/

  • Ira Croft

    Que legal, vou ouvir AGORA! #mulheresnapodosfera

    • Pétrus Davi

      Olá Ira, tudo bem 🙂 ? É uma honra receber seu comentário, espero que curta o episódio, e pra mim é um dos, se não o mais especial, do batendo na panela ^^

      • Ira Croft

        Uau, a honra é nossa e esse trabalho na podosfera merece nossa atenção e dedicação. Breve comento sobre o episódio em si (é colocar o fone no ouvido, começam a chamar a gente no trampo, rs)

        • Pétrus Davi

          Eu provavelmente farei uma segunda edição desse episódio daqui a um tempo, mas tome seu tempo para comentar sobre o episódio a hora que quiser, e caso tenha críticas por favor, mande-as a vontade. A proposito, se você quiser e puder, gostaria de convidar você para o episódio de meninas na podosfera 2 🙂

          • Ira Croft

            Mas com toda certeza 🙂

  • Ira Croft

    Vamos, 1º eu vou contar o porquê eu quis criar o Ponto G. Eu gravo podcast desde 2009, programas dos outros e meus. Conheci nessa época vários podcasters que estavam no “mercado” desde 2006, como os gordinhos do Jovem Nerd e a galera do Rapadura, antes mesmo de serem tão webcelebs como hoje. Desde então escuto e conheço muitos podcasts (não só famosas, mas principalmente muitos undergrounds) e sempre teve mulheres envolvidas, mesmo que em menor quantidade. Então sempre que escuto alguém falar “ah, mas não tinha mulheres na podosfera antes” “hoje as mulheres estão aparecendo na podosfera” e outras frases que relatam a mesma coisa e ai fico ponderando: na verdade sempre estivermos em todos os lugares, em todas as profissões, ações e projetos, vocês que nunca reparam.

    Além disso, temos a regionalização, que mesmo o podcast inserido na internet que é universal, ainda sim o público é regional e isso é a chave para promoção do seu produto e o alcance que ele retorno. Vide os que vocês mesmos falaram, para muitos eles não são tão conhecidos, assim como outros também não fazem parte do seu feed, entendem?

    Vale lembrar que somos pessoas movidas por gosto e preferências próprias e cada um vai julgar conforme a sua percepção. 🙂

    • Pétrus Davi

      Ira, muito obrigado mesmo pelo seu comentário, ele foi muito interessante de ler, agora vamos comentar sobre.
      De fato, quando as pessoas falam que não tinham mulheres antes, sempre se dava a dois fatos: O primeiro de dificilmente ir caçar podcast, e como consequência, o segundo. são os próprios gostos da pessoa.

      A um tempo atrás era difícil garotas conhecerem podcast porque a maioria dos assuntos abordados pelos podcasts mais conhecidos, eram sobre assuntos que a maioria das meninas não se interessavam, que era sobre coisas nerds. Hoje, esse quadro está mudando e está sendo uma grata supresa.

      Eu mesmo sou ouvinte desde 2009, como você, mas bem diferente da maioria, eu comecei ouvindo podcasts americanos sobre basquete, e nele próprio sempre teve participações femininas recorrentes.

      A regionalização como falou também é um outro ponto importante para esse efeito, aqui em belém apesar de eu conhecer podcasters daqui, nunca nos encontramos e a divulgação deles…é nula. Ou seja, ninguem vai ficar sabendo além das pessoas que se interessam por aqui mesmo e pretendem se aprofundar no assunto.

      Mas de qualquer forma, acho que até o nome do episódio já não serve mais porque não é (ou pelo menos não deveria ser) algo para se espantar ter garotas em um podcast. A podosfera já foi clube do bolinha por muitos anos e está na hora de derrubar essa visão.

      Mais uma vez, agradeço de coração pelo comentário <3

  • Muito bom.
    Estou curtindo muito o Batendo na Panela, e este não foi exceção. Ouvir as opiniões e histórias das Ladys Podosfera foi sensacional, e o doutor Petrus, em sua posição de rôust, não ficou atrás e conduziu um ótimo episódio.
    Abração a todos e todo o poder às meninas. 8)

    • Pétrus Davi

      Olar pensador, tudo bem?

      Besteira pensador, eu apenas fiz as perguntas, as meninas que deram um show no episódio e por isso ele ficou tão bom, sinto muito orgulho de ter gravado ele. Curiosamente, quase perdi esse episódio por descuido, mas felizmente a thata ainda tinha o audio dela e eu consegui editar o episódio sem problemas.

      Era o que eu estava conversando com a Ira aí em cima, as meninas sempre estiveram na podosfera, nós que não as percebíamos por aqui, e a cada ano estamos tendo mais e mais.

      Obrigado de coração pelo comentário, comente quando puder. Mande beijos para a lilith e a angel 🙂